No Brasil número de assassinatos chegou a 63,8 mil em 2017

Publicidade

Publicado em:

9 de
ago

Autor:

gospelmundo.com

O número de mortes violentas no país cresceu e chegou a 63.880 em 2017, de acordo com dados divulgados pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública nesta quinta-feira (9). O número representa um avanço de 2,9% na comparação com 2016, quando 62.517 pessoas foram mortas no país. Para se ter uma ideia, o número representa uma média de 175 mortes por dia. O número de assassinatos representa uma taxa de 30,8 por 100 mil habitantes, um aumento em relação aos 30,3 por 100 mil registrados no ano de 2016.


O Rio Grande do Norte lidera a estatística de mortes violentas, com 68 assassinatos para cada 100 mil habitantes. Em seguida, aparecem o Acre (63,9/100 mil) e o Ceará (59,1 a cada 100 mil). Por outro lado, a menor taxa de assassinatos pertence a São Paulo, onde houve 10,7 mortes para cada 100 mil habitantes em 2017. Na segunda posição vem Santa Catarina (16,5) e, em seguida, o Distrito Federal (18,2).


Os homicídios dolosos, aqueles com a intenção de matar, totalizaram 55.900 no ano passado — um aumento de 2,9% na comparação com 2016. Já os latrocínios, que são os roubos seguidos de morte, chegaram a 2.460 em 2017 — recuo de 8,2% na comparação com 2016.


Confrontos com a polícia


Os dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública apontam também que houve um aumento expressivo de mortes em intervenções policiais. Ao todo, 5.144 pessoas perderam a vida após confrontos com a polícia em 2017 — alta de 20% na comparação com 2016. O número representa uma média de 14 pessoas mortas por dia. Ao mesmo tempo, 367 policiais morreram em 2017 — queda de 4,9% em relação a 2016. Significa que, em média, 1 policial civil ou militar foi assassinado por dia em 2017.


Mulher como alvo


O anuário do Fórum Brasileiro de Segurança Pública também apontou que os crimes contra a mulher subiram em 2017. Os estupros totalizaram 60.018 — alta de 8,4% em relação a 2016. O número de mulheres vítimas de homicídio cresceu 6,1% no ano passado, quando 4.539 pessoas do sexo feminino foram assassinadas. Os feminicídios, assassinatos provocados apenas pelo fato de a vítima ser mulher, chegaram a 1.133 em 2017. Por fim, quanto às agressões enquadradas na Lei Maria da Penha, ocorreram 221.238 registros de violência doméstica em 2017 (lesão corporal dolosa) — isso representa 606 casos por dia no Brasil.



Portal: radarurgente.com


 

Outras Notícias

Rejeição ao aborto tem aprovação de 70% da população brasileira
Biblicamente o Estado Islamismo pode ser a origem do anticristo
O PT quer punição do TSE a pastores que pregam Bolsonaro em igrejas
Cantora Eyshila ataca político na rede, e é criticada por seguidores
Outubro rosa: 33% das mulheres não cuidam da saúde íntima, vejam